5 dicas de como utilizar a tecnologia OCR

5 dicas de como utilizar a tecnologia OCR

Separamos aqui algumas dicas de como ela pode ser aplicada no cotidiano das concessionárias de rodovias.

Muitos são os processos presentes no cotidiano das concessionárias de rodovias, e o investimento em tecnologias tem se tornado primordial para otimizar a operação e atender às mais diversas exigências estabelecidas pelos órgãos reguladores. Dentre as inovações tecnológicas que vêm sendo implantadas, existe o OCR (Optical Character Recognition), que se trata de uma tecnologia destinada ao reconhecimento de caracteres a partir de um arquivo de imagem ou mapa de bits.
Para ajudar você a entender melhor como o OCR pode contribuir para a operação, separamos algumas dicas de como ele pode ser utilizado:

1) Processo de identificação de placas veiculares por meio de imagens. Atualmente é muito comum dentro do setor de rodovias falar-se em LPR. Esta solução utiliza-se da tecnologia OCR para realizar a detecção e o reconhecimento automático das placas veiculares, permitindo que a digitação da placa não precise ser feita pelos arrecadadores. O que promove maior rapidez no atendimento aos usuários do pedágio e diminui o tempo de espera nas filas. Além disso, melhora o desempenho operacional da concessionária.

2) Liberação de veículos isentos em pista manual. Em mistas manuais, quando ocorre a passagem do veículo pertencente a lista de isentos, o LPR pode liberar automaticamente o veículo ou apresentar a placa em tela para que o arrecadador possa efetuar a configuração e liberação de veículo isento.

3) Contingência à leitura do Tag. Na hipótese de não leitura do Tag, são realizados o reconhecimento automático da placa e a liberação do veículo em pista AVI. Desta maneira, podemos afirmar que a tecnologia contribui para a aceleração do processo de liberação de veículos e aumento da segurança em vias automáticas. Ou seja, você tem associação do Tag à transação em tempo hábil para abertura da cancela – sem parada de veículo na via, economia de tempo na verificação de transações e redução da intervenção humana.

4) Atendimento à Instrução normativa RFB Nº 1731. Dentre as informações mínimas para emissão do documento fiscal equivalente, destaca-se a placa do veículo. Utilizando o LPR a informação não necessita ser digitada pelo arrecadador.

5) Processo de identificação de evasão pendente. A tecnologia OCR, por meio do LPR, também contribui na identificação por imagem das placas veiculares e na identificação de evasão pendente. A COMPSIS desenvolveu e implementou em algumas concessionárias a solução chamada Portal da Polícia – uma portal web destinado às polícias Federal e/ou Estadual. Ele pode ser acessado a partir de computadores e dispositivos móveis e apresenta informações de veículos que percorreram as praças de pedágio.

Como vimos, o OCR combinado com outras tecnologias, tem sido amplamente utilizado na automatização de diferentes processos. Essas dicas podem ajudá-lo a esclarecer e até mesmo resolver alguma questão presente em sua operação.

 

Deixe uma resposta